27 de Maio de 2017
Utilize as teclas de atalho Alt+2 para navegar para a área de pesquisa do sítio web.
Utilize as teclas de atalho Alt+1 para navegar para a área de conteúdos do sítio web.

Vidro

A colecção de vidro do Palácio Nacional da Ajuda, é constituída por cerca de 12.500 peças, provenientes do espólio da antiga Casa Real. Inclui vidro utilitário, decorativo, luminária e vidraça.
As peças situam-se, maioritariamente, na segunda metade do século XIX e princípio do século XX, correspondendo ao período que marcou a vivência da rainha D. Maria Pia no Palácio da Ajuda, 1862-1910.
As suas criteriosas encomendas e o seu particular gosto pelo vidro, reflecte-se nos grandes serviços de mesa, que assumem um lugar de destaque nesta colecção.
Incorporam exemplos dos principais centros de fabrico e de comércio de vidro desta altura na Europa. Como a Boémia (Moser), Itália (Companhia de Veneza/ Murano, Salviati, Fratelli Toso e M.Q. Testolini), França (Baccarat, Daum, Gallé, Escola de Nancy), Espanha (La Granja e região da Catalunha), Áustria (J&L Lobmeyr), Inglaterra (Thomas Webb & Sons), Alemanha e Portugal.
Constituídos essencialmente por peças produzidas segundo a técnica do sopro, ilustram as principais tendências da época, nomeadamente os estilos, germânico, “islamista” ,”façon Venise”, “façon d´ Angleterre” entre outros.
A colecção de vidro é ainda enriquecida por elementos decorativos heráldicos, monogramas individuais ou conjuntos do rei D. Luís I e da rainha D. Maria Pia que lhe conferem um carácter singular e único.

Lista de Conteúdos

  • Recomende este sítio web

Serviços do Site

Rodapé